DANDO MILHO AOS POMBOS

por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG19681JP

É lei em Muriaé e foi sancionada pelo prefeito a lei nº 5.500/2017 que proíbe a alimentação de pombos nos espaços públicos do município. D autoria do vereador Evandro Cheroso visa coibir o aumento do número de pombos na cidade e eliminar piolhos que estas aves transmitem e que acabam infestando a cidade.

Portanto, fica proibido alimentar pombos em vias, praças, prédios e demais locais de acesso público. Aqueles que infringirem esta Lei estarão sujeitos a Advertência e, na reincidência, multa a ser estabelecida pela Prefeitura.

Segundo o vereador, o projeto tem por objetivo conter o crescimento populacional desta ave que, embora seja o símbolo da paz, na realidade são consideradas grandes pragas urbanas por serem hospedeiras de diversos organismos que prejudicam a saúde humana.

A fim de se evitar a matança destes animais, o que é considerado crime, o vereador vê no controle da natalidade o caminho mais seguro e justo para se conter o descontrole populacional destes animais no município. Em seu projeto, o vereador destaca algumas doenças que são oriundas dessa ave, como criptococose, histoplasmose, salmonelose, ornitose, toxiplasmose, dentre muitas outras.

No entanto, hoje na avenida Vicente Alves, Bico Doce, nossa reportagem se deparou com esta cena. Além de quirela de milho para alimentação de animais e aves uma vasilha com água para cães e gatos. O morador não deve ter noção do problema que está provocando para si e para os vizinhos.

Mas, cabe a quem fiscalizar?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *