MURIAEENSE POLIANA BOTELHO ESTARÁ NO UFC 216

Por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG19681JP

 

No dia 7 de outubro, em Las Vegas (EUA), será o dia da brasileira, muriaeense Poliana Botelho fazer sua estreia no Ultimate Fighting Championship, principal franquia de combates de Artes Marciais Mistas (MMA).

O Card principal terá quatro lutar, sendo a principal delas entre os pesos-leve Tony Ferguson encarando Kevin Lee e no peso-mosca, Demetrious Johnson colocando o cinturão em disputa contra Ray Borg. Campeão mais dominante do UFC atualmente, Johnson chegará a 11 defesas de cinturão, caso vença Borg. Desta maneira, alcançaria o recorde de maneira isolada. O americano divide o posto com o brasileiro Anderson Silva, ex-campeão dos médios.

No peso-pesado, o brasileiro Fabricio (vai cavalo) Werdum encara Derrick Lewis na tentativa de recuperar suas boas atuações no octógono. Também pelo peso-leve, Beneil Dariush enfrenta Evan Dunham.

Antes, no Card Preliminar, que começa às 19h30, horário de Brasília, teremos nove lutas, a mais esperada delas é da muriaeense Poliana Botelho que iria estrear em dezembro do ano passado (2016) quando fraturou uma das mãos e ficou afastada por longos meses.

Outro brasileiro que estará lutando é Thales Leites que pegará Brad Tavares.

Poliana

Uma fratura na mão direita adiou a estreia da lutadora, que foi contratada pelo evento em maio de 2016 e iria enfrentar Valerie Letourneau na divisão peso-palha (até 52,2kg). Recuperando-se da lesão, que ocorreu durante um treino de sparring, Poliana disse que na hora ficou frustrada de interromper o treinamento para a grande luta. “Era um treino normal, como antes de qualquer duelo. Quando fui dar um overhand, já voltei gritando de dor. Não consegui continuar até o fim do treino. Já tirei a luva e fui direto para o hospital”, contou a mineira de Muriaé, que foi substituída por Viviane Sucuri na luta de dezembro. “Fiquei muito chateada mesmo. Comecei a chorar na hora. É o sonho da minha vida que ia se realizar, mas depois comecei a aceitar. Às vezes, não era para ser naquele momento”.

Poliana soma cinco vitórias e uma derrota. Em todos os triunfos, a especialista em Muay Thai venceu suas rivais por nocaute ou nocaute técnico. Em seu último confronto, em setembro de 2015, derrotou a argentina Silvana Juarez e conquistou o cinturão do XFC na divisão dos moscas (até 56,7kg). Apesar de não ter competido em 2016, a lutadora afirma que está pronta para superar a lesão e ter uma grande estreia no UFC.

 

Confira os embates do Card Preliminar:

 

Peso-galo: Tom Duquesnoy x Cody Stamann

Peso-leve: Will Brooks x Nik Lentz

Peso-leve: Lando Vannatta x Bobby Green

Peso-palha: Pearl Gonzalez x Poliana Botelho

Peso-pesado: Walt Harris x Mark Godbeer

Peso-mosca: John Moraga x Magomed Bibulatov

Peso-médio: Thales Leites x Brad Tavares

Peso-mosca: Matt Schnell x Marco Beltrán

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *