PDT COMEÇA A MONTAR DIRETÓRIOS EM MINAS

 

Por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG19681JP

O Partido Democrático Trabalhista (PDT), de Minas Gerais, realizou na segunda-feira (15/05) em Belo Horizonte a Primeira Reunião de organização partidária 2017.

O encontro ocorreu na sede da Affemg (Associação dos Fiscais da Fazenda de Minas Gerais) e os trabalhos foram coordenados pelo presidente do partido em Minas Gerais, deputado federal Mario Heringer, pela secretária geral Sírley Soalheiro e pelo advogado da legenda, Dr. Jorge Washington Cançado Neto.

O objetivo foi propiciar aos dirigentes municipais do PDT, de 37 cidades convidadas, informações importantes sobre a reestruturação do partido no estado, bem como buscar a participação efetiva de cada companheiro.

O PDT orientou os dirigentes ainda sobre a instalação dos Diretórios do partido nos municípios e as mudanças que estão sendo avaliadas para que o partido continue se consolidando em todo o estado de Minas Gerais.

Foram debatidos temas de grande importância, como a Reforma Política; Organização Partidária; Reforma da Previdência, entre outros.

A direção do partido procurou limitar a participação de 37 municípios para que a reunião fosse mais produtiva. Essa foi a primeira de muitas outras reuniões que o PDT mineiro realizará, contemplando assim todos os municípios. “Convidamos, na realidade 30 municípios, mas tivemos a presença de mais companheiros que, também desejam se inteirar das mudanças que estão acontecendo no Brasil e como o PDT vem se posicionando”, lembrou Sírley Soalheiro destacando que “estamos trabalhando de acordo com a nova resolução do TSE. O PDT é um partido que sempre procurou capacitar seus quadros. Vamos ter novos encontros regionalizados, mas o bom é que conseguimos filiados, vice-prefeitos, vereadores, presidentes de Câmara e, o melhor, membros do partido, que vivem o PDT na essência”, enfatizou.

O deputado federal Mário Heringer destacou que o partido vem evoluindo de uma maneira tranquila e sem mazelas. “Isso demonstra a seriedade com que vivenciamos a política séria e correta. Nenhum membro do nosso partido foi envolvido nestes escândalos nacionais. Vamos construindo uma história séria e bonita”, disse.

O advogado Jorge Washington Cançado Neto fez uma explanação sobre as possíveis mudanças que devem ocorrer na Lei Eleitoral, principalmente referente aos fins de coligações, novos prazos para mudança de partido, fidelidade partidária e a nova proposta de extinção dos cargos de vice em todas as esferas (vice-presidente, vice-governadores e vice-prefeitos). “Temos que entender que as mudanças que estão sendo propostas precisam estar aprovadas antes de outubro. Aprovadas e sancionadas, pois aí poderão valer para as eleições de 2018”, ressaltou.

Breve  exibiremos as entrevistas   feitas pelo jornalista Gregório José Lourenço Simão.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *