ODELMO E SUA EQUIPE DISCUTEM PLANO DE EMERGÊNCIA PLUVIOMÉTRICA (PEP)

plu1

O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, solicitou que a Secretaria de Prevenção às Drogas e Segurança Cidadã convidasse os comandos da Polícia Militar (PM), do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil para discutir o Plano Emergencial Pluviométrico (PEP). Além deles, participaram também da reunião entidades parceiras tanto do setor público como da iniciativa privada. O objetivo do encontro foi trocar informações e experiências para que o atendimento à população em casos de emergência seja mais ágil e eficiente.

Durante a reunião, a PM demonstrou o sistema utilizado pelo Comando da Polícia Militar (Copom) para acompanhamento dos eventos – como alagamentos, enxurradas e vendavais – e planejamento de ações. As medidas emergenciais e de socorro foram apresentadas pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com o secretário, em exercício, de Prevenção às Drogas e Segurança Cidadã, Raphael Leles o período de chuvas reforça a necessidade de atuação e garantir mais segurança à população. “Por isso, nesta reunião tratamos de apresentar ações de prevenção em caso de emergência. É importante que todos os órgãos se unam para que possamos proteger as famílias de Uberlândia. A preparação é a melhor forma de deixar a população fora de perigo”, afirmou.

O encontro foi importante para que os órgãos atualizem as áreas de risco. “Tivemos trocas de experiências muito importantes para conhecermos locais que estão tendo muitos problemas durante as últimas chuvas. Assim, podemos adotar outras medidas de prevenção nesses locais e monitorar com maior frequência”, disse o coordenador da Defesa Civil, Dimas Alvim Gonçalves.

“Uberlândia está passando por um período de influência do La Niña, o que significa mais chuvas. A previsão é de que a cidade registre chuvas todos os dias no final da tarde e início da noite. Então, estamos alinhando as ações para que possamos atender melhor e mais rápido os cidadãos”, disse o superintendente da Defesa Civil, João Batista Afonso – Capitão Afonso.

Em casos de emergência, a população deve acionar a Polícia Militar pelo 190; o Corpo de Bombeiros pelo 193; ou a Defesa Civil pelo 199.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *