CENTRO SOCIOEDUCATIVO DE UBERLÂNDIA TEM O MAIOR NÚMERO DE JOVENS INSCRITOS NO ENEM PPL

Terminou na terça-feira (14/12) a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL). A prova foi realizada em 19 centros socioeducativos de todo o estado para um total de 497 adolescentes que estão em cumprimento de medida. O Centro Socioeducativo de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, foi a unidade que teve o maior número de inscritos. Ao todo, 88 adolescentes fizeram a prova, um aumento de 340%, comparado ao ano anterior, quando 20 jovens realizaram o exame.

Para o diretor geral da unidade, Gilson Gonçalves Rodrigues, a grande adesão dos estudantes se deu pelo trabalho contínuo realizado em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio que funciona dentro do centro socioeducativo. “O desenvolvimento das atividades pedagógicas, que procura explorar o conhecimento de mundo, alinhado aos preceitos da ética pedagógica, favorece a obtenção de resultados positivos na formação dos adolescentes”, avaliou Gilson.

Minas Gerais é o estado com o maior número de jovens cumprindo medida socioeducativa inscritos no Enem PPL, proporcionalmente ao número de internos. No estado 497 adolescentes em cumprimento de medida fizeram a prova, o que representa um quarto da população socioeducativa. Os números são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame. São Paulo fica com o segundo lugar, na avaliação proporcional, com 14,8%.

Quando se leva em consideração os jovens aptos para o exame, seja para entrada no ensino superior ou certificação no ensino médio, esse percentual chega a 88% do total de adolescentes sob a tutela da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase), da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

Além da liderança no ranking nacional, Minas Gerais também contabilizou um aumento de 46% no número de inscritos, em relação a 2015, quando 340 adolescentes participaram da prova. Comparado a 2014, o aumento ultrapassa os 140%. Para o subsecretário de Atendimento Socioeducativo, Danilo Emanuel Salas, esse resultado “ratifica o esforço do governo mineiro em implementar uma política que interrompa a trajetória infracional e dê condições não apenas de educação, mas também de cidadania”.

Além do acesso ao ensino superior, os resultados do Enem PPL também podem ser usados para que os candidatos recebam o certificado de conclusão do ensino médio. O requisito, nesse caso, é atingir um mínimo de 450 pontos em cada uma das provas objetivas e obter pelo menos 500 pontos na redação.

enem3

A prova

No primeiro dia, os participantes fizeram provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, com duração total de 4 horas e 30 minutos. No segundo dia as provas foram de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, redação e matemática, com duração total de 5 horas e 30 minutos.

As inscrições no Enem PPL foram feitas via internet pelos responsáveis pedagógicos de cada unidade da Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo. Esses técnicos são responsáveis também por conferir os resultados, comunicá-los aos candidatos e encaminhá-los ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a outros programas de acesso à educação superior. O nível de dificuldade do Enem PPL é o mesmo do Enem tradicional.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *