POLÍCIA DO MEIO AMBIENTE APREENDE ARMADILHA EM MACUCO

Por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG 19681JP

 

Uma armadilha tipo trabuco foi apreendida na zona rural próximo ao distrito de Macuco pela Polícia do Meio Ambiente de Muriaé.

Após receber informações anônimas pelo Disque 181, dando conta de que pessoas estranhas a vizinhança rural do distrito estariam adentrando uma mata durante a noite, militares ambientais de Muriaé, pertencentes a Quarta Companhia PM Independente de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário, deslocaram ao local e fizeram um varredura nas imediações do local indicado e lograram êxito e encontrar armada tal equipamento de caça e uma tarrafa escondida próximo.

Nenhum caçador foi encontrado, mas levantamentos já estão sendo realizados no intuito de chegar ao seu proprietário.

Os militares alertam do perigo dessas armadilhas que podem ferir e levar a óbito qualquer animal ou pessoa, devido ficarem normalmente escondidas entre as galhadas e matagais.

img-20161206-wa0013 img-20161206-wa0016

PIRACEMA INTENSIFICA FISCALIZAÇÃO

 

A Polícia Militar do Meio Ambiente vai intensificar a fiscalização nos rios em Minas Gerais. A proibição da pesca de espécies nativas (mesmo com vara de mão) vai até o último dia de fevereiro de 2017. O objetivo é permitir que os peixes que sobem as corredeiras consigam se reproduzir em trechos de águas mais calmas.

Além da proibição da pesca de espécies nativas com qualquer tipo de recurso, uma série de restrições é prevista pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Entre as atividades proibidas durante a piracema estão a captura, o transporte e o armazenamento de espécies das bacias dos rios.

A proibição vale para peixes ornamentais e de aquários. Também fica vetada no período a pesca subaquática ou com uso de qualquer tipo de embarcação ou plataforma flutuante.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *