FERNANDO PIMENTEL LANÇA PLANO DE ENFRENTAMENTO DA POBREZA NO CAMPO

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, lançou nesta quarta-feira (29/6), no Palácio Tiradentes, Cidade Administrativa, a Estratégia de Enfrentamento da Pobreza no Campo, com investimentos de R$ 1,3 bilhão até 2018 em todos os 17 Territórios de Desenvolvimento do estado. A estratégia contempla 797 dos 853 municípios de Minas Gerais e será coordenada pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese).

Durante a cerimônia, Pimentel assinou, com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), um protocolo de intenções de cerca de R$ 800 milhões para a ligação de energia elétrica em 50 mil pequenas propriedades rurais e 1,4 mil poços artesianos na área de concessão da empresa.

Também foi autorizada a doação de equipamentos para poços tubulares e canos em caixas d’água por parte do Plano de Urgência para Enfrentamento da Seca, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor). Serão atendidas 474 comunidades de 115 municípios, com investimento de R$ 3,6 milhões.

Outro anúncio feito pelo governador foi a adesão do governo estadual ao Programa Garantia Safra, que destina R$ 42,5 milhões para garantir renda mínima a mais de 43 mil famílias de agricultores. A previsão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) é de chegar a mais de 185 mil beneficiados até 2018.

Na solenidade, foram entregues ainda 34 carros para as equipes volantes – formadas por psicólogos e assistentes sociais – dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), para fazer o trabalho de busca ativa da população que vive em áreas de difícil acesso. Também foram entregues 30 ônibus escolares para o atendimento de alunos da rede estadual que moram na zona rural.

Cerimônia de Lançamento da Estratégia de Enfrentamento Da Pobreza no Campo e entrega de veiculos. 290-06-2016- Palácio Tiradentes Foto: Manoel Marques/imprensa-MG
Cerimônia de Lançamento da Estratégia de Enfrentamento Da Pobreza no Campo e entrega de veiculos. 290-06-2016- Palácio Tiradentes Foto: Manoel Marques/imprensa-MG

Cerimônia de Lançamento da Estratégia de Enfrentamento Da Pobreza no Campo e entrega de veículos. 290-06-2016- Palácio Tiradentes. Foto: Manoel Marques/imprensa-MG

Social

 

Pimentel reforçou o compromisso do Estado com a boa gestão, visando principalmente o desenvolvimento social. “Nós queremos uma gestão equilibrada e eficiente para atender àqueles que mais precisam. É para isso que nós trabalhamos. Nós não queremos modernizar o Estado porque é chique ser moderno ou eficiente; porque os livros e textos dos cursos de economia e de gestão administrativa dizem que o Estado tem que buscar a eficiência. Nós não queremos economizar o dinheiro do Estado simplesmente porque é bom ter as ‘burras’ cheias de dinheiro. Nós queremos isso tudo sim, mas com um objetivo: colocar o Estado em função do combate à pobreza, à discriminação, à desigualdade, ao esquecimento social, que é a grande mancha que nós temos hoje no Brasil e no mundo inteiro”, destacou.

Um dos principais passos para avançar no combate à pobreza é levar energia elétrica aos rincões de Minas Gerais, segundo Pimentel. Citando como exemplo 100 famílias da cidade de Chapada Gaúcha, no Território de Desenvolvimento Noroeste, o governador disse que é preciso reparar o atraso.

O governador destacou a missão da administração estadual em, mesmo com as dificuldades financeiras, prezar pelas conquistas sociais.

Participaram da cerimônia a presidente do Servas, Carolina de Oliveira Pimentel e os secretários Odair Cunha (Governo), Helvécio Magalhães (Planejamento e Gestão), Macaé Evaristo (Educação), Professor Neivaldo (Desenvolvimento Agrário), João Cruz Reis Filho (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e Gustavo Xavier (interino de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais), além de lideranças comunitárias, sociais e políticas. Também estiverem presentes o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Luís Fernando Paroli, e a diretora-presidente da Copa, Sinara Meireles.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *