REDUÇÃO DE SALÁRIOS DOS AGENTES PÚBLICOS FOI MENOR DO QUE A POPULAÇÃO ESPERAVA

Por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG19681JP

 

Antes de abrir para votação de projetos usaram a Tribuna Livre para se expressarem De Lima, que enalteceu o papel dos vereadores e parabenizou o Tiro de Guerra que completa, em 2016, 70 anos de sua criação.

de lima

Logo em seguida, Joel Sanches Abreu, falando em nome das entidades que colheram mais de 4.200 assinaturas pedindo a redução de salários dos agentes políticos em Muriaé, pediu que os mais de 6% do eleitorado muriaeense fosse respeitado e a sugestão de redução em 50% prevalecesse.

joel

Mas, ao contrário do que se esperava, o publico não compareceu a sessão ordinária do dia 28 de junho, que iria definir a redução de salários dos agentes públicos em Muriaé (prefeito, vice, secretários e vereadores). A redução dos subsídios foi bem menor do que o projeto apresentado pela Mesa Diretora da Câmara, que recebeu duas emendas, um dos vereadores Jair Abreu e Sargento Joel, e outra encabeçada por Ademar Camerino, Reinaldo Dornelas, Devail Gomes e acompanhada por Carlos Delfim de Júnior da Civil.

jair-joel

sessao1sessao3sessao5sessao6sessao7sessao4

Por sete votos a dois, com abstenção em todas as votações sobre este tema por parte do vereador Wolney Gonçalves, os projetos de lei que estabelecem redução nas remunerações dos vereadores, prefeito e vice, assim como de secretários municipais e a verba de gabinete do Legislativo foram aprovados.

sessao9

As emendas de Jair e  e Sargento Joel propunham corte dos salários em 50% e extinção da verba de gabinete. Já a outra apresentou percentuais variáveis e, como foram aprovadas as reduções foram menores do que a população esperava.

Os novos valores de salários dos agentes públicos valerão para os subsídios entre 2017 a 2020, lembrando que poderão ter reajustes anuais a partir de 2018 conforme a inflação do período.

 

PREFEITO E VICE

 

O salário d Prefeito e vice tinha projeto original que pedia corte de 25,91%. Se fosse mantido os salários atuais R$ 32.044,10 e R$ 16.022,05, respectivamente passariam a R$ 23.740,00 e R$ 11.870,00.

Com sete votos favoráveis, a emenda dos vereadores Devail Gomes, Ademar Camerino e Reinaldo Dornelas proporcionou redução de apenas em 20%, o que propiciará ao novo prefeito e seu vice, salários de R$ 25.635,28 e R$ 12.817,64 no próximo ano.

Nos vencimentos dos secretários municipais, tinha proposta de redução de 24,18%, mas, no entanto, emenda dos mesmos vereadores cortaram apenas 10%.

Com isto os secretários receberão em 2017 salários de R$ 11.597,67.

SALÁRIO DOS VEREADORES E VERBA DE GABINETE

 

Os vereadores poderiam ter um corte em seus atuais salários em torno de 20%, conforme previa projeto anterior. Emenda dos vereadores Jair Abreu e Sargento Joel pedia corte de 50%, mas uma emenda dos vereadores Ademar Camerino, Reinaldo Dornelas e Devail Gomes aplicou queda de 9,97% nos subsídios, o que baixou dos atuais R$ 12.181,68 para R$ 10.963,51 no próximo ano.

Quanto à verba de Gabinete, Jair e Sargento Joel queriam sua extinção, mas foram derrotados em plenários. Assim, uma emenda apresentada ao projeto original sugeriu corte em 50% e que foi aprovada. Com isto, os vereadores poderão receber em 2017 R$ 2.619,05 para manutenção de seus gabinetes e despesas com gráfica e combustíveis.

ademar    sessao  sessao2      sessao8

Vereadores votando pela redução menor para subsídios de prefeito, vice, secretários e vereadores 

jair-joel

Vereadores Jair Abreu e Sargento Joel mantiveram vontade do povo e pediram redução de 50%

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *