GRANDES FABRICANTES DEIXAM DE VENDER REFRIGERANTES ÀS ESCOLAS

Boa medida foi anunciada pela Coca-Cola Brasil, a Ambev e a PepsiCo Brasil nesta quarta-feira, 22, quando divulgaram comunicado conjunto anunciando um acordo para alterar a política de venda de refrigerantes em escolas no Brasil.

A partir do mês de agosto, as fabricantes não irão mais vender refrigerantes diretamente às cantinas de escolas para crianças de até 12 anos.

No comunicado informam que venderão “apenas água mineral, suco com 100% de fruta, água de coco e bebidas lácteas que atendam a critérios nutricionais específicos”. Caso a escola tenha crianças e adolescentes, a diretoria deverá determinar as regras de venda. Mas as latas de refrigerante comercializadas serão aquelas em versão mini, de 250 ml.

A ideia, de acordo com Andrea Mota, diretora de Categorias da Coca-Cola Brasil, é que as empresas envolvidas participem de mudanças no consumo por meio da campanha por uma alimentação mais saudável. No comunicado, as empresas afirmam que “crianças abaixo de 12 anos ainda não têm maturidade suficiente para tomar decisões de consumo”.

ref3 ref1

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *