PROPRIETÁRIOS DE IMÓVEIS ABANDONADOS EM MURIAÉ RECEBERÃO NOTIFICAÇÕES

Por FERNANDO CALAIS

Gazeta de Muriaé especial

 

Em levantamento feito a pedido do Comitê Interinstitucional Contra o Aedes aegypti, agentes de saúde e agentes de endemias identificaram 360 imóveis em Muriaé com potencial risco de se tornar focos de criadouros para o mosquito da DENGUE devido ao abandono e falta de limpeza, além da dificuldade de acesso dos agentes.

Em breve os proprietários destes imóveis receberão uma carta registrada em seus domicílios declarados no IPTU para que providências sejam tomadas a respeito do cuidado periódico nas condições de higiene e limpeza dos mesmos. Posteriormente os imóveis serão novamente vistoriados, caso o proprietário não tenha tomado nenhuma atitude a respeito a situação de risco iminente será levada ao Ministério Público para que medidas cabíveis e sansões sejam tomadas em acordo com determinação do Governo Federal.

Vale lembrar que o Comitê Interinstitucional contra Dengue, Zika e Chikungunya é formado por voluntários e se reúne a cada 21 dias onde várias ações são propostas e implementadas, desde orientações, mutirões em bairros e parceria com escolas públicas e privadas, até medidas de combate ativo.

Este período do ano os números de casos de Dengue e outras doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti caem drasticamente, mas, isto não quer dizer que a luta contra este inimigo fatal esteja vencida. Exatamente nesta época é que cada cidadão deve fazer sua parte contribuindo para que o mosquito não consiga se reproduzir e voltar com força total no período chuvoso principalmente.

Por isto o Comitê trabalha ininterruptamente em parceria com a Secretaria da Saúde e instituições IF, HSP, PM, Energisa, SESC, Gazeta de Muriaé, Igrejas, Rádio e TV Cidadã de Muriaé e outros.

casa1

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *