CAMPANHA JOVEM ELEITOR

A Justiça Eleitoral iniciou, nesta semana, uma campanha nacional para incentivar que o jovem eleitor faça seu título, com vistas às Eleições 2016. A “Campanha do Jovem Eleitor”, elaborada pelo TSE, está sendo veiculada nacionalmente em emissoras de rádio e TV e por meio das redes sociais. Em Minas Gerais, o TRE também faz campanha regional para que os eleitores façam o seu cadastramento biométrico, nas cidades onde o atendimento biométrico já foi implantado.
Desde setembro, os eleitores de Belo Horizonte, de Betim e de Contagem já podem se cadastrar biometricamente para votar em 2016 por meio de suas digitais. Para incentivar que o eleitor vá às Centrais de Atendimento dessas cidades (confira os endereços) o quanto antes, já que o cadastro de eleitores fecha na primeira semana de maio de 2016, o TRE-MG já iniciou a veiculação de spots em rádios, posts em redes sociais e distribuição de materiais gráficos nessas cidades.
Diversas entidades, como a Ordem dos Advogados do Brasil/Seção Minas Gerais, o Exército, a Polícia Civil e Militar, Cemig, Copasa, Faculdade Dom Hélder, Prefeituras de Belo Horizonte e Contagem, Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Câmara Municipal de Minas, já manifestaram apoio à causa e passaram a colaborar para a difusão da campanha.
Nacionalmente, o TSE começou a veicular em emissoras de TV um vídeo bem-humorado no qual eleitores entre 16 e 17 anos, para os quais a inscrição eleitoral é facultativa, são convidados a irem aos cartórios eleitorais para tirarem seus títulos de eleitor. A campanha tem o objetivo de fortalecer a cidadania, estimulando a participação do eleitor jovem nos rumos da política nacional. Assim como a campanha em Minas Gerais, a iniciativa nacional também busca evitar a formação de filas nos cartórios às vésperas do fechamento do cadastro eleitoral, em maio. Nesse esforço, de 16 a 20 de novembro, haverá a “Semana de Alistamento do Jovem Eleitor”.
Para tirar o título de eleitor pela primeira vez, é necessário levar um documento de identificação oficial com foto, comprovante de endereço e, para os futuros eleitores do sexo masculino, é necessário também apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar obrigatório. Para a primeira inscrição, a carteira de motorista e o passaporte não serão aceitos, por não terem todos os dados necessários à identificação do cidadão. Para aqueles que pretendem apenas se cadastrar biometricamente ou fazer alguma alteração em seu título, a documentação necessária é a mesma.
Agendamento
Em algumas cidades mineiras, como BH, Betim, Contagem e Uberlândia, o eleitor pode agendar pelo site do TRE-MG ou pelo Disque-Eleitor (148) o dia e horário em que quer ser atendido. Ainda há vagas para o mês de outubro e a agenda de novembro já está aberta.
Em breve, haverá também uma campanha voltada para o cadastramento biométrico em Uberlândia, onde os índices de comparecimento do eleitor têm aumentado gradualmente.
cad1 cad

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *